Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

« Principal « Notícias
.

 

Imprensa
Consulte notícias sobre a gaita-de-foles, em várias publicações periódicas
Espaco.jpg (632 bytes)

Arquivo
Arquivo de Notícias, desde 2001 »

Espaco.jpg (632 bytes)
Espaco.jpg (632 bytes)
Espaco.jpg (632 bytes)

Notícias
Arquivo de 2005

Celina Piedade: Só faltam 5000 Mazurkas

A acordeonista Celina Piedade (CPPP, Cravo & Ferradura, Os Chocalhos/UxuKalhus, Modas À Margem do Tempo, Pula-lhe O Pé, e Rodrigo Leão) tem recebido contribuições generosas da comunidade de músicos e dos fãs que acompanham a sua carreira, através de bailes organizados para a angariação de fundos destinados à sua cirurgia bariátrica, a ocorrer em Janeiro de 2006. O sucesso dessa campanha tem sido tal, que apenas faltam 5000 euros para custear a cirurgia (metade do custo total da operação).

Concerto do Solstício de Inverno, na Antena 1
No dia 21 de Dezembro, pelas 21 horas, a Associação Luzlinar promoveu no Feital, concelho de Trancoso, o Concerto do Solstício de Inverno com Chuchurumel, Carlos Pedro, Samuel Pedro e Mário Murça. Depois de uma arruada pelas frias ruas da aldeia, foram interpretadas no Salão da Casa do Povo canções tradicionais portuguesas relativas ao ciclo do Natal. 
A Antena 1 esteve lá e para além de diversas intervenções em directo, gravou o concerto que será transmitido pela RDP Antena 1 no próximo dia 24 de Dezembro, entre as 23 e a meia-noite, antes da Missa do Galo.


Gaiteiros de Lisboa: Sátiro

Os Gaiteiros de Lisboa terminaram as gravações e já têm na calha o seu quarto álbum de originais, a sair provavelmente em Março ou Abril de 2006: "Sátiro", é o título do novo disco, que será editado depois de "Invasões Bárbaras" (1995), "Bocas do Inferno" (1997), "Dança-Chamas" (2000) e "Macaréu" (2002). O Grupo formou-se em 1991, sendo actualmente composto por Carlos Guerreiro, José Manuel David, José Salgueiro, Paulo Marinho, Pedro Casaes e Rui Vaz, músicos que têm feito o seu percurso em torno da música popular e tradicional, com participações em projectos musicais de outros grupos e autores consagrados no âmbito da Música Tradicional, do Rock, do Jazz, da Música Clássica e da Música Antiga, tais como José Afonso, Sérgio Godinho, Vitorino, Amélia Muge, Carlos Barretto, Rui Veloso, Sétima Legião ou Adufe.

Faleceu Gordon Duncan
Gordon Duncan, um dos mais conhecidos gaiteiros escoceses, faleceu no passado dia 14 de Dezembro, na sua casa em Pitlochry, Perthshire (Escócia) com 41 anos de idade, aparentemente, num acto de suicídio.
Natural de Perthshire, era conhecido pelo seu virtuosismo, bem como a interpretação e arranjos originais que procurava para a sua música, que rompia com muitos cânones associados à música de Great Highland Bagpipe (gaita escocesa).
Para além do seu conhecido talento como compositor e instrumentista, participou em grupos como os Capercaillie, Wolfstone e Ceolbeg e ainda gravou vários discos a solo, entre os quais, os títulos "Just For Seumas", "Thunderstruck" e "The Circular Breath". Gordon Duncan iniciou a sua aprendizagem aos 18 anos e era considerado por muitos como um gaiteiro genial e irreverente, responsável pela abertura de uma nova geração à música de Great Highland Bagpipe.
   
Roncos do Diabo

Roncos do Diabo, é o nome de um novo grupo que agora se apresenta, no Sábado dia 17 de Dezembro, no Santiago Alquimista.
Os Roncos do Diabo procuram desenvolver um repertório original e inovador, inteiramente baseado nas gaitas transmontanas e percussões, a cargo de Tiago Pereira, Daniel Morgado, Victor Félix, André Ventura, Mário Estanislau e João Ventura.
Na mesma noite, actua também no mesmo espaço o grupo Sebastião Antunes Trio (música folk).

Chuchurumel em Lisboa
Os fãs de César Prata e Julieta Silva têm duas oportunidades para ouvir os concertos dos Chuchurumel: na galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, na noite de 17 de Dezembro e no dia 19 de Dezembro, no Espaço 7 às 9, no CCB, às 19 horas. O projecto Chuchurumel passa pela interpretação da música tradicional portuguesa e de originais, misturando instrumentos convencionais (percussões, gaita-de-foles, harmónio, concertina, harmónica, flautas, piano, ocarina, braguesa, beiroa, viola, bandolim), com instrumentos simples (pedras, paus, apitos), com outros construídos por César Prata e com programações. Chuchurumel desenvolve também trabalho no âmbito de recolhas da tradição. Mais informações: www.chuchurumel.com


Os Divertidos: 60 Anos de Caminho

No próximo Domingo, dia 18 de Dezembro, em Delães, Vila Nova de Famalicão, o Grupo de Zés P'reiras “Os Divertidos” comemorará
o seu sexagésimo aniversário. Este grupo de Zés P'reiras, dos mais antigos do Minho, continua a ser uma referência no panorama etnomusicológico da região, tanto pelo repertório que interpreta como pela indumentária, que não raras vezes aparece representada na iconografia popular.
Os descendentes do gaiteiro João Pereira Lima, também eles tocadores de gaita-de-fole, deram continuidade à tradição gaiteira na região, fazendo assim com que existam hoje nesta vila industrializada do Vale do Ave bastantes gaiteiros...

Palheta Bendita:
Foto-Reportagem
No passado Sábado dia 26 de Novembro, no moinho da Ponte Velha onde funciona a sede da Associação Cultural Tirsense, em Santo Tirso, realizou-se uma oficina sobre o manuseamento das palhetas e dos seus resultados sonoros para uma plateia de vinte e quatro gaiteiros vindos de diversas zonas do país e da Galiza: Vigo, Tui, Miranda, Braga, Porto, Baião, Famalicão, Aveiro, Lisboa e, obviamente, Santo Tirso. Depois, foi a vez de um jantar e convívio que juntou quarenta e quatro músicos pela noite dentro.
Foi o primeiro evento realizado pela parceria Associação Cultural Tirsense (ACT), Gaiteirus.com e Associação Gaita-de-foles: A oficina de afinação de palhetas para gaita-de-fole e o Convívio de Gaiteiros. Mais informações e foto-reportagem!

Patrocina a Minha Banda!
Celina Piedade, "acordeonista extraordinaire", conhecida pela sua participação em vários grupos folk/trad/e-quase-todos-os-géneros (CPPP, Cravo & Ferradura, Os Chocalhos/UxuKalhus, Modas À Margem do Tempo, Pula-lhe O Pé, e Rodrigo Leão, entre tantos outros), está a organizar com o apoio da Pédexumbo um baile muito especial e bem humorado, com vista a angariar fundos para uma intervenção cirúrgica de implantação de uma banda gástrica, que custa 10.000 euros - e que segundo a própria Celina, infelizmente "não se pode pagar com Valsas e Mazurkas!"
Este baile terá lugar no dia 14 de Dezembro, em Évora, no recém-inaugurado espaço da Pédexumbo, o Espaço Celeiros. Convidados estão os Dancing Strings, bem como a própria Celina Piedade. A entrada tem um valor mínimo de 5 euros, mas está aberta a contribuições mais generosas.


Palheta Bendita

Organizado pela Associação Cultural Tirsense e pelo Gaiteirus.com, decorrerá no dia 26 de Novembro de 2005 às 14h, nos Moinhos da Ponte Velha em Santo Tirso, o "Palheta Bendita - workshop de Afinação de Palhetas de Gaita-de-Foles". 
A oficina, destinada a alunos iniciados e todos os executantes exigentes com a afinação da Gaita-de-fole, terá lugar nos Moinhos da Ponte Velha (junto ao Estádio Abel Alves de Figueiredo, das 14h às 18h. O custo é de 10€ (palhetas incluídas).
Às 18h, no fim da oficina, estão convidados "todos os gaiteiros do país e arredores" a participarem no Convívio de Gaiteiros da Ponte Velha, num churrasco com música para durar pela noite dentro. Quem não participar no workshop, mas quiser estar presente, só terá que se inscrever até 8 dias antes. Contactos e inscrições: 91255432 / [email protected]

Aulas de Gaita-de-foles em Alcochete
A Associação Gilteatro está a promover na Casa do Povo de Alcochete,todas as 2ª feiras e 5ª feiras, aulas
de gaita-de-fole, ministradas pelo professor Gonçalo do Carmo, entre as 21h30 e as 00h00. A inscrição é 10 euros e a mensalidade é de 25 euros por mês. Contactos: 965603015 ou 936573018.

Famílias no Museu
O Museu Nacional de Etnologia tem o prazer de convidar todas as famílias a participar nas actividades do Programa Famílias no Museu, que decorrerão aos fins de semana, entre Outubro e Novembro, às 15h30. 
A participação é gratuita. A inscrição deve fazer-se na recepção do Museu ou por telefone: 21 304 11 60/0 (todos os dias das10h às 17h30). 
A Associação PédeXumbo participará no programa, através da actividade "Os Museus são para Tocar" nos dias 30 de Outubro, 6 e 27 de Novembro.

Burros de Miranda...em Lisboa!
Desta vez, os Burros de Miranda vão passear para o Castelo de S. Jorge, em Lisboa, para realizarem sessões de sensibilização e promoção
dos burros e das suas inúmeras aptidões (domésticas, turísticas e terapêuticas), nos dias 11 de Novembro e 31 de Janeiro.
A AEPGA (Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino) organiza todos os anos o "L'Burro i l gueiteiro" um passeio com burros mirandeses em Terras de Miranda, que se destina a sensibilizar o público para a cultura mirandesa e para o Burro Mirandês, espécie protegida e em vias de extinção. A AEPGA tem neste momento um DVD, com alguns dos muitos momentos vividos durante o "L Burro i l
Gueiteiro" de 2005. Este DVD pode ser encomendado até ao próximo dia 15 de Novembro por todos os interessados, contribuindo assim para a continuidade do trabalho realizado por esta Associação. O preço de venda é de 12,5€ (inclui DVD, caixa com capa e despesas de transporte).
Mais informações: www.aepga.pt


Reabertura do Museu da Música Portuguesa

Após obras de reabilitação, a Casa Verdades de Faria - Museu da Música Portuguesa, no Estoril, vai reabrir portas no próximo dia 27 de Outubro, pelas 18h00, numa cerimónia que dará a conhecer o novo programa museológico.
Nesse dia, o programa de reabertura do Museu, inclui uma visita à Casa Verdades de Faria e à Exposição Permanente, bem como um concerto com o Coro de Câmara de Lisboa.
Está também agendado um programa especial para os dias 29 e 30 de Outubro, que inclui a presença de grupos como os Zés Preiras de Sanfins do Douro, Pauliteiros de Miranda do Douro e Galandum Galundaina, bem como o Quarteto com piano de Moscovo e Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.
O Museu da Música Portuguesa foi criado em 1987 por determinação da Câmara Municipal de Cascais, quando decidiu instalar na Casa Verdades de Faria a colecção de instrumentos musicais populares portugueses adquirida, em 1981, a Michel Giacometti, à qual se juntou mais tarde a biblioteca do etnógrafo corso. Mais informações em www.cm-cascais.pt/cascais

Luar na Lubre: Saudade

O grupo galego Luar na Lubre lançou um novo disco, "Saudade", um disco de homenagem à diáspora galega, às saudades da terra e à emigração na América Latina, que ainda hoje marca fortemente a cultura da Galiza.
Luar na Lubre apresenta neste disco a sua grande novidade: a voz da sua nova vocalista, Sara Vidal, cantora portuguesa que tem acompanhado há muito o percurso do grupo.
O reportório inclui poemas de Garcia Lorca em galego, dedicados à cidade de Buenos Aires, poemas de autores galegos exilados na emigração, pandeiradas dedicadas ao Che Guevara a partir da Venezuela, temas que falam de nostalgia, desterros e saudades. 
Este disco conta ainda com a participaçao de Pablo Milanês (Cuba), Lila Downs (México), Cida Airam (Brasil), Farruco Sesto (Venezuela) e Adriana Varela (Argentina). Treze temas, gravados na Corunha e misturados em Bruxelas, compostos a pensar na nostalgia, na saudade e na história próxima da diáspora galega e portuguesa. Mais informações: www.luarnalubre.com

Sopa da Pedra - Rádio de Música Tradicional Europeia

No próximo dia 3 de Novembro, estreia na RUA FM 102.7 (Rádio Universitária do Algarve) um programa de autor, de Carlos Norton, dedicado à música tradicional europeia. O programa semanal, intitulado “Sopa da Pedra”, pretende mostrar e divulgar o que se faz pela Europa, a nível de música, instrumentos, pessoas e culturas, com uma especial atenção ao que se faz em Portugal: divulgação de bandas nacionais, eventos, etc.
O Sopa da Pedra faz um apelo a todos os músicos e grupos de música tradicional (antigos, novos ou recém-formados) para que enviem maquetas ou CDs que eventualmente tenham para divulgação, bem como divulgação de eventos e espectáculos.
Contactos: [email protected] - Carlos B Norton (Ext. 7407) FCMA - Universidade do Algarve Campus de Gambelas 8005-139 Faro

Brasil: Imagens e Sons da Tradição
Na Amadora, nos dias 2 a 4 de Novembro, a Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) vai levar a cabo uma mostra de documentários sobre a música tradicional. Com entrada livre, a projecção dos documentários far-se-á na 
Sala de Visionamento do Departamento de Cinema, sempre às 17:00 horas.
O programa arranca no dia 2 de Novembro com "Congada da Lapa", de Nei Ferreira, um filme sobre o espectáculo popular dos descendentes de escravos, em louvor a São Benedito, o Santo Negro; segue-se "Urucuia, um Nosso Vão de Riquezas", de Angélica Del Nery, sobre a subsistência diária, experiência religiosa e manifestações festivas dos sertanejos de Urucuia (Minas Gerais, Brasil). Da mesma autora, é exibido o "Livro para Manuelzão": o vaqueiro Manoel Nardy, aos 91 anos, fala do seu encontro com o escritor Guimarães Rosa, que o eternizou no conto "Uma estória de Amor, Festa de Manuelzão".
No dia 3 de Novembro, 5ª feira, será a vez de "Os Arturos", de Thereza Jessouroun, um documentário sobre a comunidade de negros de Contagem, Minas Gerais, que realiza uma das mais populares manifestações culturais banto-católicas do interior do Brasil: o congado.
Na 4ª feira a mostra é encerrada com os filmes "Tocadores - Litoral Sul" e "Tocadores - Brasil Central", sobre os tocadores e os instrumentos do interior do Brasil - violeiros, rabequeiros, foliões, o seu quotidiano e amor à música e as danças como o fandango, do litoral sul.
O final desta mostra está reservada para o filme "Encontro de Tocadores - Portugal", o documentário dos encontros de tocadores ocorridos em Nisa, graças à colaboração entre a Câmara Municipal de Nisa, PédeXumbo, At-Tambur, Associação Gaita- de- Foles, OCRE e Cortiçol.
Escola Superior de Teatro e Cinema - Avª Marquês de Pombal, 22-B, 2700-571 Amadora  Tel. 214989400 www.estc.ipl.pt

Galiza apoia candidatura das tradições orais galaico-portuguesas

O Parlamento da Galiza aprovou, por unanimidade, uma declaração institucional de apoio à candidatura das tradições orais galego-portuguesas a Património Imaterial da Unesco, cuja decisão está agendada para 25 de Novembro, disse hoje fonte ligada ao processo.
Segundo o gabinete de imprensa da candidatura, os deputados galegos reconhecem, na referia declaração, que a aprovação da candidatura pela Unesco pode constituir "um importante ponto de partida para conseguir uma maior atenção para este rico património e um maior compromisso por parte da sociedade e das instituições para a sua conservação e promoção". Artigo completo


Aqui Há Baile, em Miranda do Douro

Nos dias 21, 22 e 23 de Outubro, a Pédexumbo organiza mais um Encontro à volta das danças, destas vez, em Miranda do Douro, no nordeste transmontano. Um encontro entre várias gerações de "gente que gosta de dançar, ao som das gaitas ou paus: com saias, lenços, meias de lã, calças de ganga ou t-shirt".
O Aqui há Baile promove o conhecimento das danças e não só: durante os três dias que dura o evento, haverá oficinas de Gaita Transmontana, Percussão (Caixa e Bombo), Fraita e tamboril, Danças Mistas, Canto e Histórias Tradicionais e também Danças de L's Palos (Pauliteiros).
Outras actividades preenchem um fim-de-semana que promete ser rico: Encontro de Gaiteiros do Planalto Mirandês, Passeios de Burro, Danças das Astúrias e de Zamora e no dia 23, o Teribe, organizado pela Sons da Terra, traz debates sobre a Música e Cultura Mirandesas, Gaita-de-fole, Percussão e Encontro de Músicos. A não perder e com entrada gratuita.
Informações completas sobre programa, transportes e alojamentos, em www.pedexumbo.com/site2005/aquihabaile2005.htm


Aulas de Gaita-de-Foles em Santo Tirso

Numa iniciativa conjunta entre a Associação Cultural Tirsense e a Associação dos Amigos do Sanguinhedo, a partir do próximo mês de Outubro, terão início, em Santo Tirso, aulas de gaita-de-foles leccionadas pelo professor Ricardo Coelho.
Estas aulas trarão uma inovação há muito desejada, que é a de dar especial atenção ao repertório minhoto de gaita-de-fole, visando a sua redescoberta e recuperação. As aulas serão semanais (à sexta-feira) e terão lugar nos Moinhos da Ponte Velha (junto ao estádio Abel Alves de Figueiredo). A mensalidade terá um custo de €25.

Para mais informações, contactar o telefone 912554432 ou o seguinte correio electrónico: [email protected]

Aires Folk
O "Aires Folk", festival de música "folk, vai decorrer na Serra de Santo António, concelho de Alcanena, no dia 1 de Outubro, Sábado. 
O programa do festival tem início pelas 14 horas, com um percurso pedestre pelos "Trilhos do Pastor".
Pelas 16 horas, o festival tem início com um momento de animação pelos Pauliteiros de Sendim (Miranda do Douro), seguido do grupo Lenga-Lenga, também de Sendim, às 22 horas. Uma hora depois, de Coimbra chega o grupo de música tradicional "Diabo a Sete" e às 00:00 horas, a última actuação será dos Arrefole, do Porto.


A Bolha Intercéltica
Em 1990 surgiu no Porto um festival que se intitulava "Festival Intercéltico do Porto", seguindo o modelo criado nos anos 60, nos países anglo-saxónicos, de festivais de música "folk" (rotulados de "célticos" por se centrarem sobretudo na música da Irlanda, Escócia, País de Gales ou mesmo a Bretanha Francesa, partindo da crença de que estas regiões foram povoadas por povos célticos). Na vizinha Espanha, em plena década de 1970, os vários nacionalismos periféricos, sedentos de afirmar uma identidade própria, ajudaram a cimentar a moda dos "festivais intercélticos", que se tornou cada vez mais visível e sobretudo - rentável, sem grandes preocupações com o rigor histórico da "celticidade" de facto das músicas ou grupos intervenientes - o que por outro lado, tem trazido uma diversidade musical bem-vinda.
Em Portugal nos últimos dois anos, para além dos festivais "veteranos" do Porto ou de Sendim, deu-se uma verdadeira explosão de "festivais intercélticos" - o que parece estranho num país onde a música tradicional tem uma fatia de mercado minúscula, de um mercado musical já de si pequeno. Os agentes culturais parecem ter descoberto tardiamente um rótulo que aparenta vender, mas que já saturou o mercado em muito pouco tempo, com uma oferta musical (constituída sobretudo por grupos de orientação "etno/folk/trad" ) que não é muito diversa, tem pouca novidade nos estilos musicais e não parece querer arriscar em apostar em nomes desconhecidos ou estilos musicais mais sofisticados. 
O rótulo "celta" parece ser a nova receita para vender o que são apenas festivais de música "folk", tomando partido de um público que distingue mal o que é música "celta", "folk", "do mundo" ou tradicional, que consome sem grande critério.
Num mercado tão pequeno, adivinha-se que a saturação de várias propostas tão idênticas vá deixar para trás muitos competidores, que cometem o erro de explorar um nicho de mercado onde já existe muita oferta, sem trazerem qualquer vantagem competitiva ou deslocarem a sua actividade para outras ofertas musicais - de que o público beneficiaria.
A "bolha intercéltica" tem dado a ilusão de ser um novo filão, que todos perseguem - até quando?

Escola de Música Tradicional, em Águeda
Em Águeda, a Escola de Música Tradicional (EM Trad), a funcionar na d’Orfeu, promove o ensino de instrumentos tradicionais a um grupo variado de alunos já desde há dez anos.
Neste ano lectivo, a Escola de Artes da Bairrada - escola de música também ela dedicada ao ensino de música tradicional - associa-se à d’Orfeu. O objectivo desta parceria é fazer com que a tutela da Educação reconheça oficialmente a a EM Trad para que se possa situá-la num patamar de acesso público devido ao facto esta ser uma das poucas instituições de ensino com percurso reconhecido nesta área.
Apesar da pouca oferta formativa qualificada na área da música tradicional em Portugal, a EM Trad apresenta uma capacidade de resposta abrangente. Oferece cursos de concertina, viola braguesa, rabeca e uma novidade: o ensino permanente de gaita-de-foles. Desde os cursos de iniciação até aos de nível avançado, as propostas respondem às necessidades de alunos de todos os pontos do país. A par destas actividades, a EM Trad promove formação dirigida a Grupos Folclóricos e estimula a sua formação. O objectivo pedagógico final desta Escola é estimular a criatividade dos músicos através da vivência da música e da prática instrumental permanente, comprovando assim os méritos pedagógicos de um ensino virado para a prática. 
Mais informações em: www.dorfeu.com

Chocalhos 2005 – Caminhos da Transumância, no Fundão e em Alpedrinha
Mais uma vez, o Fundão e Alpedrinha receberam, durante os dias 16, 17 e 18 de Setembro, o Festival Chocalhos – Caminhos da Transumância, festival que já é uma referência no que diz respeito ao revivalismo das práticas sociais e artísticas do ciclo pastoril. 
Organizado pela Câmara Municipal do Fundão em parceria com a Junta de Freguesia de Alpedrinha, o Caminhos da Transumância apresentou, para além dos habituais passeios pedestres, uma programação variada que se distribuiu por três palcos diferentes: adufeiras, bombos, ranchos folclóricos, acordeonistas, gaiteiros e muitos outros, garantiram a animação das noites de Alpedrinha e do Fundão. Para além destes espectáculos e do habitual desfile, este festival foi também pontuado por debates, lançamento de livros e programas alternativos como concertos de fado, de jazz e de música barroca. Para mais informações: www.transumancia.com


Pandeireta peninsular, em Lálin
No dia 25 de Setembro vai realizar-se, no Edificio do Antigo Conservatorio de Lalin, Galiza, a II Mostra de Pandeireta Peninsular.
Contando com professores como Chisco, Eva Tejedor, Imanol Urkizu Lertxundi e Soledad Rodríguez Aguirresarobe, esta mostra dá enfâse aos vários tipos de pandeireta existentes no norte peninsular. O programa oferece aulas de pandeireta asturiana e cantábrica durante a parte da manhã. A parte da tarde será dedicada a concertos didácticos sobre a pandeireta no País Basco e no sul da Galiza e a noite será passada na Praça da Verdura.
Os interessados deverão enviar um e-mail para [email protected] do qual deverão constar as seguintes informações: nome e apelidos, morada, telefone, e-mail, experiência com a pandeireta e método de pagamento escolhido. Os preços de inscrição são de 50 euros (incluindo material) ou de 60 euros (incluindo material e refeições). O pagamento pode ser feito através de transferência bancária (Caixanova 2080-0401-63-0040184764) até ao dia 20 de Setembro, sendo obrigatória a apresentação do comprovativo de inscrição no dia do
encontro. Em alternativa, o pagamento poderá ser feito em mão no dia do encontro.

Burros e Terapia
A Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA) vai promover, em Trás-os-Montes, durante os dias 6, 7 e 8 de Outubro, o Curso de Formação em Asinoterapia e outras terapias assistidas por animais, assim como o II Encontro de Asinomediação para crianças com necessidades educativas especiais. A AEPGA tem promovido a rcuperação e preservação do Burro Mirandês, uma espécie em perigo de extinção.
A AEPGA possui parcerias com a The Donkey Sanctuary e com a Mediâne, duas das mais importantes instituições que trabalham na área da deficiência mental utilizando os burros como um recurso terapêutico.
O Curso de Formação em Asinoterapia e outras terapias assistidas por animais é dirigido a pessoas que se queiram formar como técnicos nesta área e beneficia da colaboração e da dinamização de ambas as associações. Já no II Encontro de Asinomediação paritciparão crianças com necessidades especiais dos concelhos de Miranda do Douro e de Vimioso, de outras associações portuguesas de crianças com necessidades educativas especiais e também de Valladolid (Espanha). O objectivo é realizar um encontro terapêutico entre os burros de Miranda e as crianças ou os jovens através da criação de uma série de jogos e exercícios lúdico-pedagógicos num contexto de aprendizagem permanente. Um acontecimento a ter em conta na linha das novas formas de terapia. Para mais informações: 91 409 37 24 e www.aepga.pt

Gaiteiros da Ponte Velha: apresentação
Um novo grupo de jovens gaiteiros, os Gaiteiros da Ponte Velha,
apresentam-se em Santo Tirso, no dia 31 de Julho, às 22h.
Saídos duma escola de gaitas iniciada em Outubro de 2004, envolvendo a
colaboração entre a Associação dos Amigos do Sanguinhedo e a Associação Cultural Tirsense, assim como o apoio da Associação Gaita-de-Foles, a apresentação decorrerá no último dia das Festas Profanas do Sanguinhedo, no Domingo, dia 31 de Julho, às 22h. Seguidamente, haverá um concerto pelos Arrefole. A partir do próximo ano lectivo, este grupo tenciona aprofundar ainda mais o repertório de Entre-Douro-e-Minho, esperando-se que venha a ser a bandeira deste novo grupo de gaiteiros.


Tocándar nas Astúrias

O grupo de percussão português Tocándar vai-se deslocar nos próximos dias 08, 09 e 10 de Julho à cidade de Nava (Astúrias) onde participará no 28º Festival da Sidra e apresentará o seu segundo CD "Tocándar ao vivo".
Nos espectáculos agendados, participará a banda asturiana "La Raitana", com a qual tem havido uma colaboração intensa, nomeadamente nos CDs de ambas as formações e no projecto ENTRAMUS - Rede Europeia de Escolas de Música Tradicional.
Para além desta data, estão previstas actuações nos dias 22 a 26 de Julho em Lagoa e Tavira e dia 30 de Julho em S. Pedro de Moel, Marinha Grande. 
Nascido no ano 2000 como projecto pedagógico e artístico, constituído por crianças e jovens da Marinha Grande, o Tocándar transporta para a actualidade a festa dos “Zés Pereiras”. Na rua ou em palco, o grupo apresenta um espectáculo que faz a fusão entre bombos, caixas e timbalões, passando pelos djembés, os caretos, os didgeridos, os espanta espíritos, as estruturas metálicas e os bidões, onde convivem ambientes rítmicos tradicionais e contemporâneos, impregnados de energia juvenil.


6º Festival Intercéltico de Sendim
Em Sendim, em pleno coração do Planalto Mirandês, realiza-se pela sexta vez consecutiva o Festival Intercéltico de Sendim, nos dias 5, 6 e 7 de Agosto. Um evento consagrado às músicas folk e tradicionais, que tem vindo a reunir um público crescente nos últimos anos.
Para a edição de 2005, a programação (a mais cara de sempre) assume definitivamente o carácter "ibérico" que tem marcado as últimas edições deste festival, procurando trazer o público que em Portugal e Espanha segue as novidades da música trad/folk.
Assim, o cartaz deste ano está dominado por grupos oriundos destes dois países, cuja orientação principal é trabalhar sobre as raízes da música tradicional para trazer novos modos de fazer música, misturar tendências e contributos de muitas culturas: MU (Portugal), La Bruja Gata (Madrid, Espanha), Xosé Manuel Budiño (Galiza), Les Violines (Catalunha), N'arba (Astúrias), Eliseo Parra + Tactequete (Castela-Leão) e La Bandina de ’l Tombo (Astúrias). Programa completo e informação


10 Anos de Andanças
Foi há quase dez anos que surgiu o Andanças, o maior festival de música e dança tradicionais, que foi a pedrada no charco que começou a agitar o meio da música trad/folk em Portugal.
O programa deste ano ainda não foi divulgado, mas já se sabe a data da edição de 2005: de 1 a 7 de Agosto, em Carvalhais, São Pedro do Sul.
O Andanças fez surgir novos músicos, novos grupos, (uma grande parte dos novos grupos "Trad" que estão a dar que falar surgiu nas "jam-sessions" diárias do Andanças) abriu o horizonte a novas influências, possibilitou o contacto entre músicos de diferentes culturas e gerações e despertou a paixão e o amor de muitos pela música tradicional e pela dança, de maneira original. Longe de instaurar o velho sistema plateia-versus-palco, o Andanças conseguiu introduzir a componente participativa: não há fronteiras no Andanças - nem ao nível das culturas e sonoridades de todo o mundo que estão presentes, nem entre o público e os músicos. O Andanças tem crescido de forma constante de ano para ano e esta, calcula-se, será a maior edição de sempre. Parabéns, Andanças! Mais informações: www.pedexumbo.com


Lisboa do Mundo
Na sexta-feira dia 1 de julho, a partir das 23:00 horas, Lisboa recebe os sons do Mundo, no Mercado da Ribeira.
Em palco estarão os Kilandukilu (ballet tradicional de Angola), Nota de Plata (música da Roménia), Marinho / Vercelletto (música da Bretanha), Tepp (Bossa-nova) e Pontimola (duo de Percussão e Gaita Transmontana) - e no final da noite, o DJ Indiana Phones (Bollywood Dance Club). O objectivo deste evento é apresentar e divulgar diferentes manifestações culturais por parte de algumas comunidades imigrantes existentes na cidade de lisboa - com a participação de vários músicos dessas mesmas comunidades.
Haverá comida e bebidas tradicionais e ao longo da noite serão projectadas fotografias de vários artistas sob o tema imagens do mundo.
A entrada é de 4 euros e os lucros desta festa reverterão para a associação de apoio à imigração Solimigrante. Organização: Bailando mais ela.


Trebilhadouro 2005
É já neste fim de semana de 1, 2 e 3 Julho que decorre o festival realizado na aldeia abandonada do Trebilhadouro, em Vale de Cambra. Com o apoio da Câmara Municipal de Vale de Cambra, o festival terá muita música, ateliers de dança e artesanato, teatro, e muito mais.
No dia 1, abrem-se as oficinas de teatro, artes circenses e instrumentos tradicionais, seguidas da actuação dos Marenostrum e dos Arrefole, à noite.
No dia 2, é a a vez das caminhadas pela aldeia de Porto Novo e ao rio local; pela tarde, estarão disponíveis as oficinas de teatro, leituras, danças russas, construção de instrumentos, danças europeias e artes circenses.
À noite haverá oportunidade para ver teatros de marionetas e ouvir os Beltane e Toques do Caramulo.
No dia 3 encerra-se este festival, com os 4portango (música de Astor Piazzolla) e Fumaça da Pólvora Forró (Brasil).
A entrada é de 10 euros por um dia ou de 20 por três dias, sendo gratuita para crianças.


L' Burro e L' Gueiteiro - 3ª edição.
Está aí mais uma oportunidade de descobrir as Terras de Miranda, por aldeias, caminhos e estradas mouriscas, de Burro e ao som da gaita, de 1 a 4 de Agosto de 2005.
Desta vez, os simpáticos burros Mirandeses (uma espécie em vias de extinção) vão atravessar a fronteira, e iniciar o passeio em terras
de Espanha, unindo assim os dois países à volta da mesma temática: defender o património cultural tradicional, tendo por símbolos o
Gaiteiro e o Burro Mirandês. O trajecto, por caminhos antigos, será todo feito paralelamente ao Rio Douro e às suas impressionantes arribas que o embalam lá no fundo, ladeado por fragas colossais. Esta edição aposta nas paisagens mais deslumbrantes das Terras de Miranda, no convívio ao logo das caminhadas ou nos momentos de repouso, e nas festas antigas ao som de instrumentos musicais sem amplificação, que soam por eles próprios (gaitas-de-fole transmontanas, muitas percussões, concertinas…). Ao longo do percurso, há muito a descobrir: jogos tradicionais, arraiais, gastronomia, música, dança, flora, fauna, o cheiro do campo e aulas no terreno sobre: o Burro de Miranda, Castros Pré-Romanos, instrumentos musicais, danças tradicionais e muito mais. Esta iniciativa procura seguir os parâmetros do Turismo Sustentável e é organizada pela Galandum Galundaina Associação Cultural e a Associação para o Estudo e protecção do Gado Asinino - AEPGA. Mais informações, programa e inscrições: Tel: 914093724 / 934261972. Email: [email protected]


Dazkarieh + Escola de Gaitas, no Mercado da Ribeira
Os Dazkarieh continuam a sua digressão de 2005, que os levará ao Festival de Ortigueira (Galiza), no dia 10 de Julho. Para já , actuarão no Mercado da Ribeira, em Lisboa, no dia 24 de Junho, com a presença de convidados muito especiais: os alunos finalistas do Curso de Iniciação da Escola de Gaitas da Associação Gaita-de-foles, que vão fazer a primeira parte do concerto, a partir das 22:30h.
Os Dazkarieh, agora com uma formação de quatro elementos e dois discos já editados, procuram fundir os diversos universos musicais que exploraram ao longo da sua carreira com a música tradicional Portuguesa, introduzindo assim alguns temas dessa tradição no seu repertório de composições, juntando instrumentos tão díspares como a Nickelarpa sueca, as percussões árabes, a gaita-de-fole e o adufe português, por exemplo.
Os Dazkarieh são: Vasco Ribeiro Casais: Bouzouki, Nyckelharpa, Flautas, Gaita de Foles e Didjeridoo - Luís Peixoto: Bouzouki Irlandês, Bandolim e Cavaquinho - Helena Madeira: Voz e percussões - Baltazar Molina: Cajon, Darabuka, Riqq, Bendir, Tar e Adufe. 
A agenda de actuações e mais informações podem ser encontradas em www.dazkarieh.com, onde também se podem descarregar excertos de temas da banda.


Escola de Gaitas: o nascimento de novos gaiteiros
Na primeira parte do concerto dos Dazkarieh actuarão pela primeira vez em público, alguns dos alunos que terminaram o curso de Iniciação à Gaita-de-fole. O curso de Iniciação deste ano lectivo teve início em Outubro de 2004, nas instalações da Incrível Almadense, em Almada, e terminou em Junho de 2005. Através deste concerto, os alunos mostram o resultado de nove meses de trabalho e é-lhes assim dada a oportunidade de partilhar com o público o seu entusiasmo pela música de gaita-de-fole. 
Durante o curso foram ministradas noções de teoria musical, técnicas de execução, afinação e manutenção do instrumento, bem como a sua história e contextos etnográficos em Portugal e no Mundo. O repertório interpretado no concerto faz parte do currículo do curso e compõe-se de temas de gaita-de-fole de vários pontos do país (Estremadura, Litoral Centro, Trás-os-Montes, etc), recuperados a partir de vários trabalhos de recolha etnográfica, bem como algumas músicas provenientes de países onde este instrumento conhece alguma popularidade. Os alunos actuarão em público pela primeira vez, pouco tempo depois de terem iniciado a aprendizagem de um instrumento que praticamente desconheciam - o que não deixa de ser um facto notável e um indício da popularidade crescente deste instrumento no nosso país. Mais informações: www.gaitadefoles.net/escola/


Faleceu Fernando Magalhães

O funeral do jornalista do Público, Fernando Magalhães, que faleceu no dia 16, aos 49 anos de idade, vai realizar-se no dia 19, às 14h00, no Cemitério do Alto de São João, em Lisboa.
O velório terá lugar no dia 17, quarta-feira, a partir das 18h00, na Igreja São João de Deus, na Praça de Londres. A missa realiza-se na quinta-feira, às 13h00, na mesma igreja, e o corpo sairá meia hora depois para o Cemitério do Alto de São João. Fernando Magalhães fez parte da equipa que em 1990 lançou o jornal PÚBLICO e era reconhecidamente um dos mais respeitados e admirados jornalistas portugueses na área musical. (fonte: jornal Público)

Luzes no Museu: uma noite de Música, Filmes, Bailes, Exposições - no Museu Nacional de Etnologia
O Museu Nacional de Etnologia vai comemorar no dia 14 de Maio a primeira edição da Noite dos Museus subordinada este ano ao tema Luz(es) na Noite
O programa para essa noite inclui oficinas de dança (a partir das 16:00 horas), visita guiada às galerias da Vida Rural, projecção de filmes, baile de danças tradicionais europeias (a partir das 21:30) e uma Ceia, no interior do Museu - até à 1:00 da manhã. 
Esta iniciativa tem como objectivo principal promover o Museu enquanto espaço cultural associado a uma vertente lúdica, receptivo a acolher uma diversidade de públicos com diversidade de interesses, através da oferta de várias actividades, sobretudo centradas na música e dança, para cumprir aquilo que tem sido o obectivo do Museu: dar a conhecer a universalidade humana, através da sua heterogeneidade cultural.
Consulte o programa completo!

A Gaita Asturiana - Jornadas de Estudo
Em Gijón, nas Astúrias (Espanha) vai ter lugar nos dias 20, 21 e 22 de Maio um grande ciclo de conferências, concertos e colóquios dedicados inteiramente à música de Gaita Asturiana.
A Gaita Asturiana é um tipo de gaita-de-fole semelhante às encontradas no noroeste peninsular (da Galiza, Leão e Castela ou mesmo Portugal) mas que possui características sonoras únicas, que lhe conferem um carácter muito distinto.
As "Xornaes d'Estudiu" (Jornadas de Estudo, em Asturiano) terão lugar no Museu do Povo Asturiano, em Gijón, e começam logo no dia 20, com comunicações de Pedro Pangua, um conhecido gaiteiro asturiano ("o ofício do gaiteiro") e Alfonso Fernandez Garcia ("origem e evolução da gaita asturiana"), seguidos nos dias 21 e 22 por uma mesa redonda e conferências de 20 especialistas em várias áreas, que falarão sobre os mais variados temas, desde a música asturiana à construção de instrumentos, investigação etnográfica e musicológica, etimologia dos instrumentos musicais e os novos usos de um instrumento tradicional.
Um programa de luxo para todos aqueles que se interessam pelo mundo da música tradicional e uma oportunidade excelente para descobrir a relativamente desconhecida Gaita Asturiana. A entrada é livre, mas o número de inscrições para este evento é limitado, por isso os contactos devem ser feitos com antecedência.
Programa Completo, Convidados, Temas e Contactos




Foto: Henrique Oliveira (Associação Gaita de Foles).

Joaquim Carriço: mais um lançamento da Sons da Terra

A editora Sons da Terra lança mais um título da colecção "Gaiteiros Tradicionais", desta vez sobre o gaiteiro Joaquim Carriço, da Mealhada.
O lançamento do CD terá lugar no dia 7 de Maio, Sábado, a partir das 15 horas, na Biblioteca Municipal da Mealhada. Joaquim Carriço, natural de Quinta do Valongo, é um dos melhores representantes da tradição de Gaita-de-fole do litoral centro, com repertórios e instrumentos muito característicos e únicos em todo o país. Saiba mais sobre o percurso de vida de um gaiteiro com muitas histórias para contar...

Concerto: "Origem", no Castêlo da Maia.
Com mais de 20 anos de carreira, o grupo Origem toma a seu cargo o trabalho de campo na pesquisa e recolha da cultura musical das regiões minhotas, tão ricas em tradições musicais. Com composições simples, mas ricas musicalmente, bem próximas das raízes do Minho.
No dia 6 de Maio, a partir das 23:30, na Tertúlia Castelense, Castêlo da Maia (www.tertuliacastelense.com). Entrada: 3 euro (gratuita para membros da Portocéltico).

II Encontro Regional de Gaiteiros da Pena
O Encontro Regional de Gaiteiros da Pena cumpre este ano a sua segunda edição, nos dias 23 e 24 de Abril, em Pena, Cantanhede. Serão muitos os grupos convidados este ano, a atestar a vitalidade da tradição de Gaita-de-fole no centro do país; no dia 23 à noite actuam "Os Novos Gaiteiros" (Fornos, Cantanhede) e no dia 24, depois de uma arruada logo pela manhã, seguem-se as actuações dos vários grupos convidados: "Os Três de Portugal" (Pena, Cantanhede), "Os Novos Farristas"(Espinheiro, Mealhada), "Gaiteiros de Lebução" (Valpaços, Chaves), "Os Amigos da Ramboia" (Barcouço, Mealhada), "Xico Gaiteiro" (Travasso, Mealhada), "Os Três Amigos" (Cabouco, Coimbra), "Raimundo Gaiteiro" (Chelo, Penacova), "Os Heróis do Mondego" (Carvalhosa, Coimbra), "Popularis" (Anadia), "Boinas Pretas" (Ribeira de Frades) e "O Rei da Música" (Pena, Cantanhede).

Gaita-de-fole em Portugal: Exposição Musical Interactiva
& Concerto Comentado

Descobrir as Gaitas-de-fole de Portugal e do Mundo, no Espaço Municipal da Flamenga, em Lisboa.

Na semana de 11 a 15 de Abril, a Associação Gaita de Foles realizará uma Exposição Musical Interactiva para crianças e um Concerto Comentado, no dia 15, com a Gaitafolia, no Espaço Municipal da Flamenga (Auditório Fernando Pessa - Rua Ferreira de Castro, Lisboa).

Exposição Musical Interactiva
A Exposição Musical Interactiva permitirá às crianças de várias escolas  tomar contacto com um mundo que não lhes é muito habitual: o da Gaita-de-fole e o envolvimento com os seus materiais de construção, quase sempre provenientes da Natureza. 
Assim, será possível tocar nas madeiras, mexer nos instrumentos, aprender como se constrói uma gaita, ouvir os sons que produz e saber como e onde é tocada em Portugal e noutros países do Mundo.
Por fim, depois de escutarem cada uma das gaitas-de-fole expostas e de as terem experimentado tocar, as crianças poderão assistir a um breve filme, no qual irão ver um artesão português a construir um tipo de gaita-de-fole tradicionalmente tocado em Portugal.
A exposição pretende ser um espaço aberto à descoberta de um mundo novo, como é o da gaita-de-fole e, em geral, o da música tradicional portuguesa. Haverá espaço para todas as perguntas e experiências musicais - sim, porque esta será uma exposição musical.

Concerto Comentado
O Concerto Comentado, a realizar no dia 15 de Abril, às 21:30 horas, terá o formato de uma palestra informal, combinando a apresentação de exemplares autênticos de gaitas-de-fole de todo o mundo - com gaitas da Suécia, Escócia, Irlanda, Tunísia, Bulgária, Portugal, Galiza, etc - e  informação audiovisual, exibida simultaneamente, complementadas com música ao vivo pela Gaitafolia, que tocará gaitas galegas e transmontanas.
Em foco estará a impressionante diversidade mundial deste instrumento, com destaque para as gaitas-de-fole portuguesas, aproveitando para explicar alguns dos seus segredos técnicos, os materiais de construção empregues, os mitos e factos à volta da sua origem, a sua história e os testemunhos antigos que percorrem a cultura portuguesa e universal do instrumento, na música, iconografia e tradições regionais.

O Concerto Comentado dará ainda a conhecer uma parte do trabalho da Associação Gaita de Foles na investigação, ensino, recuperação e divulgação deste instrumento, uma vez que a Gaitafolia usa instrumentos construídos na Oficina da Associação, que são resultado de vários anos de pesquisa, recolha e investigação dos exemplares portugueses de gaita-de-fole - e que agora se vêem finalmente recuperados. 

A entrada tem o valor de 4 € (2.5€ para sócios da AGF) e é grátis para menores de 18 anos.

Localização do Espaço Municipal da Flamenga (Auditório Fernando Pessa).


Gaitafolia - Próximas Actuações
A Gaitafolia, um grupo especializado em Gaitas-de-fole e percussões (a primeira formação do género a surgir em Portugal) cumpre, neste ano de 2005, 7 anos de carreira e tem sido a escola de toda uma geração de novos gaiteiros que têm surgido nos últimos anos, resultado de um trabalho continuado e persistente de ensino e divulgação da Gaita-de-fole em Portugal, pela mão da Associação Gaita de Foles.

15 de Abril
Auditório Fernando Pessa (Espaço Municipal da Flamenga, Lisboa) - Gaita-de-fole em Portugal: Concerto Comentado.

16 de Abril
Final do concurso Termómetro Unplugged - www.termometro-online.com/
A Gaitafolia foi seleccionada para a Final do Termómetro Unplugged, acompanhada dos grupos Freequency, Mazgani, Mu, Refilom e Orquestrinha do Terror.

22 de Abril
Ponto de Encontro - Cacilhas, Almada.
Concerto na abertura da Exposição "Um Mundo de Gaitas", pela Associação Gaita de Foles.

A Exposição "Um Mundo de Gaitas", inaugurada em 2004, reúne vários exemplares autênticos de gaitas-de-fole de todo o mundo, acompanhados de informação visual e sonora, com referências aos seus contextos etnográficos, históricos e musicais. A exposição foi recentemente enriquecida com a incorporação de outros tipos de gaitas-de-fole e vê os seus conteúdos constantemente renovados, estando neste momento acessível ao público numa versão bilíngue (em português e inglês).

O seu principal objectivo é o de chamar a atenção para a diversidade do instrumento em todo o mundo – realçando o contributo português –, e revelar os seus segredos técnicos, os materiais em que pode ser construído, a sua história e os testemunhos antigos que percorrem a cultura portuguesa e universal do instrumento, tanto na música, como na iconografia e tradições regionais.
De momento, conta com cerca de 15 instrumentos, que provêm de áreas geográficas como a Europa (Portugal, Suécia, Irlanda, Espanha, Escócia e França), os Balcãs (Bulgária) e o Norte de África (Tunísia).


12 de Abril

Ensemble Micrologus na Gulbenkian
O Ensemble Micrologus é um grupo italiano que se dedica ao estudo de música antiga, medieval e renascentista, desde 1984. Desta vez, estará em Lisboa, no Grande Auditório Gulbenkian, dia 12 de Abril, às 19:00 horas, para interpretar Nostra Donna, repertório das Cantigas de Santa Maria (Séc. XIII). Os Micrologus são Patrizia Bovi (harpa), Adolfo Broegg (Alaúde), Goffredo Degli Esposti (Gaitas-de-fole) e Gabriele Russo (Lira, Rebab, Violino). Mais em www.micrologus.it


14 de Abril
Pauliteiros de Miranda na FCSH
A FCSH continua os seus colóquios mensais de Etnomusicologia, desta vez com a presença de Barbara Alge (Universidade de Viena / Universidade Nova de Lisboa), que apresentará o seu trabalho "Os Pauliteiros de Miranda: lhaços na literatura popular, dança e música", no dia 14 de Abril, Quinta-Feira, das 18 às 20 Horas, na Sala de Seminários (4º andar). A Etnomusicóloga Barbara Alge falará do seu recente trabalho sobre os Pauliteiros de Miranda, sobretudo do género musical conhecido por "Lhaços". Um excerto do seu interessante trabalho estará disponível 
brevemente no site www.gaitadefoles.net
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa
Avenida de Berna, 26 C, 1069-061 Lisboa - Tel.: 21 793 35 19 Ext. 583 
[email protected]
www.fcsh.unl.pt/inet


16 de Abril
Pablo Carpinteiro & Ultreia em Lisboa!
O investigador e gaiteiro galego Pablo Carpinteiro estará em Lisboa, no dia 16, para um concerto com o grupo Ultreia, no Centro Galego de Lisboa, (Rua Júlio de Andrade, nº3), a partir das 22:00h.
O grupo Ultreia dedica-se à investigação e reinterpretação da música galega e constitui uma autêntica embaixada, não só da música, mas também do ambiente das aldeias rurais galegas. Pablo Carpinteiro, para além de ser um excelente intérprete de gaita galega, conduz há vários anos um profundo trabalho de investigação à volta dos instrumentos da música galega e portuguesa.
É talvez um dos maiores conhecedores do género na península ibérica, para além de ser um músico excepcional. Possui uma colecção de gaitas galegas antigas (algumas com centenas de anos, recuperadas e tocadas por ele, para além de outros instrumentos) e documenta avidamente os géneros musicais, instrumentos e tocadores que encontra no seu trabalho, para depois aplicar esses conhecimentos nas suas criações musicais, com reconhecida mestria. Absolutamente, a não perder.


14 de Abril a 24 de Junho
Daz, de volta à estrada
Os Dazkarieh, agora com uma formação renovada de quatro elementos,  iniciam a sua digressão nacional a partir de 14 de Abril:
14 de Abril Aveiro Bar Olaria, Centro de Congressos 
15 de Abril Barcelos - Festival Subscuta
16 de Abril Porto FNAC Santa Catarina - 15h00 
16 de Abril Gaia FNAC Gaia Shopping - 19h00 
16 de Abril Porto Contagiarte 23h30 
17 de Abril Porto FNAC Norte Shopping - 17h00 
23 de Abril Amadora Recreios da Amadora - 21h30 
29 de Abril Almada FNAC Almada Forum 00h00 
30 de Abril Lisboa Galeria ZDB 23h30 
6 de Maio Funchal The Kelts 
7 de Maio Funchal The Kelts 
28 de Maio Lisboa Fnac Colombo - 17h 
7 de Maio Lisboa Fnac Cascais Shopping - 17h 
4 de Junho Lisboa Santiago Alquimista 
24 de Junho Lisboa Mercado da Ribeira 
Mais em www.dazkarieh.com



Os demónios das Gaitas Transmontanas e Percussão, em Março e Abril


Gaitafolia está de volta - e unplugged!

Já na próxima sexta, dia 18 de Março, a Gaitafolia irá actuar no "Blá Blá" em Matosinhos, no Festival Termómetro Unplugged (www.termometro-online.com), para o qual foi seleccionada, entre 20 de 100 bandas a concurso.
De seguida vai-se juntar à comemoração do início da Primavera, dia 20 de Março, no Centro Cultural de Belém, com diversas apresentações ao longo do dia (11h, 12h, 15h, 17h e às 20h).
Em Abril, a Gaitafolia vai estar no Espaço Municipal da Flamenga (Lisboa), nos dias 15 e 16 às 21h30, num espectáculo diferente, com uma vertente pedagógica: este será um concerto comentado, onde haverá abertura para a colocação de diferentes questões sobre a música de Gaita-de-Fole, bem como um atelier e exposição sobre o instrumento, dedicados às crianças de várias escolas, organizado pela Associação Gaita de Foles. 
No dia 22 de Abril, a Gaitafolia promete fazer estremecer Cacilhas, com a realização do seu espectáculo na Casa Municipal da Juventude – Ponto de Encontro – um local privilegiado, com a melhor vista sobre Lisboa, a partir das 22 horas; o Ponto de Encontro acolherá na mesma ocasião a exposição "Um Mundo de Gaitas", com vários exemplares autênticos de gaitas-de-fole de Portugal e do Mundo.

Pauliteiros de Miranda na FCSH
A FCSH continua os seus colóquios mensais de Etnomusicologia, desta vez 
com a presença de Barbara Alge (Universidade de Viena / Universidade Nova de Lisboa), que apresentará o seu trabalho "Os Pauliteiros de Miranda: lhaços na literatura popular, dança e música", no dia 14 de Abril, Quinta-Feira, das 18 às 20 Horas, na Sala de Seminários (4º andar).
A Etnomusicóloga Barbara Alge falará do seu recente trabalho sobre os 
Pauliteiros de Miranda, sobretudo do género musical conhecido por "Lhaços". Um excerto do seu interessante trabalho estará disponível 
brevemente no site www.gaitadefoles.net
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa
Avenida de Berna, 26 C, 1069-061 Lisboa - Tel.: 21 793 35 19 Ext. 583 
[email protected] www.fcsh.unl.pt/inet

Raízes do Som: o passado revisitado.
Está para breve o 1º Encontro de Música Tradicional de Évora - Raízes do Som, organizado pela SOIR Joaquim António de Aguiar. O objectivo deste evento é abrir as portas da cidade à música de outros tempos e outros lugares.
O Raízes do Som é uma interessantíssima iniciativa, que reúne oficinas de Canto, Viola Campaniça, Gaita de Foles, Adufe, Percussão e Música e Tecnologia, em Évora, de de 15 a 24 de Abril.
O obejctivo é que as várias actividades, oficinas, seminários, exposições, projecções de filmes documentários, concertos e animações de rua, criem um novo espaço para a música tradicional, permitindo, por um lado, a sua integração na sociedade actual e por outro, a possibilidade do seu ressurgimento e revitalização.
As inscrições estão abertas a todos aqueles que desejem frequentar estas oficinas, através do e-mail [email protected]
No e-mail devem constar os seguintes elementos: nome, idade, morada, telefone e e-mail, alertando para a oficina em que se pretende inscrever.
Informações completas

Instrumentos no Museu de Etnologia - Seminário
O Museu Nacional de Etnologia apresentou, em Outubro de 2004, para assinalar o Dia Internacional da Música, a exposição Consertos em si, pensada para documentar e reflectir metodologias de conservação e restauro de instrumentos musicais. A discussão em torno da escolha dos exemplos a apresentar e dos textos de enquadramento, tornou claro que as questões técnicas e éticas inerentes às intervenções de conservação e restauro se abriam para um universo de interrogações sobre o campo muito mais amplo das condições de fruição dos instrumentos de música à guarda dos museus. Este seminário é proposto como um espaço de discussão das inúmeras questões saídas deste lugar protector do património, que, com a sua conservação, parece produzir um insidioso efeito de mudez. Como se trata de problemas sem respostas simples e unívocas, mais nos parece fecunda a possibilidade de o propor à reflexão e à imaginação a que a museologia nos obriga. Seminário Instrumentos Musicais no Museu 31 de Março de 2005 - no auditório do Museu Nacional de Etnologia Programa completo

Campeonato de Bandas Marciais em Aveiro
Nos dias 19 e 20 decorrerá em Aveiro o XV Campeonato da Liga Galega de Bandas de Gaitas, uma competição disputada pelas chamadas "bandas 
marciais" (bandas de gaitas criadas na Galiza no final dos anos 80, à imagem das bandas militares escocesas). Este campeonato replica fielmente o formato dos "tatoos" (campeonatos de bandas militares escocesas), não só na estrutura da competição e na composição das bandas, mas também no formato dos instrumentos, com a adopção de gaitas modificadas para se assemelharem à Gaita escocesa (Great Highland Bagpipe) e de percussões da mesma origem. Este formato tem sido objecto de fortes críticas por parte de conceituados intérpretes e associações galegas dedicadas à gaita-de-fole e música tradicional, porque consideram que a Galiza possui uma cultura própria de gaita-de-fole, com potencialidades ainda por explorar, sem necessidade de recorrer ao modelo militar escocês.

Galiza: Cursos na Semana Santa, em Lugo
A Associação "Cantigas e Frores", de Lugo, na Galiza, organiza desde 1983 e anualmente, o "Curso de Cultura Tradicional Galega", este ano na sua 23ª edição. Estes cursos gratuitos estão abertos a todos os interessados e constituem uma oportunidade única de conhecer ou aperfeiçoar as técnicas de instrumentos como a gaita galega, a percussão, canto, sanfona ou danças tradicionais. Não é rara, de há alguns anos a esta parte, a presença de vários músicos portugueses por ocasião desses cursos.
Os professores disponíveis para este ano incluem nomes prestigiados, como Daniel Bellón García (técnicas de gaita); Ugía pedreira (técnicas de canto e pandeireta); Xosé Lois Romero Gagigal (técnicas de percussão); Sergio Cobos (danças tradicionais) e Germán díaz (técnicas de sanfona).
O curso deste ano terá lugar entre os dias 24, 25 e 26 de Março, em Lugo, 
das 9:00 às 20:00, todos os dias, e as inscrições terão de ser feitas até ao 
dia 23 - as vagas são limitadas.
As inscrições devem conter os seguintes dados: Nome e apelido, nº de BI, 
telefones, endereço, e-mail, código postal e localidade, bem como a 
especialidade em que se quer inscrever. As incrições podem ser feitas 
através de correio, fax, ou internet: Apartado de Correos 344 - 27080 Lugo - Fax: 0034 982 26 52 80 - E-mail: [email protected]
Mais informações em: www.cantigasefrores.com/CursoGal.htm

Bailes no Teatro Ibérico
Depois do Espaço Fala-Só, Módevida ou do Mercado da Ribeira, o Teatro 
Ibérico surge como mais um espaço em que os bailes de danças europeias são o prato forte das noites de Lisboa. Nestes bailes é habitual que músicos de diversos instrumentos se juntem para tocar informalmente, em "jam-sessions" que duram toda a noite.
Assim, no mês de Março, o Teatro Ibério acolhe os bailes com o grupo EGG ( Eduardo Monteiro - Sanfona & Gonçalo Marques - Gaitas e Flautas), 
no dia 11, e no dia 25, Sexta-feira, a partir das 23:00 horas, um baile com os Pula-lhe O Pé (Montse Rivera; Mercedes Prieto; Celina Piedade; Joana Negrão; Miguel Barriga). O Teatro Ibérico fica situado na Rua de Xabregas, 54 - Lisboa.


Um Mundo de Gaitas: Exposição no Aeroporto de Lisboa
A Associação Gaita-de-foles, em parceria com a TAP, vai levar a cabo uma exposição de Gaitas-de-fole, no Salão Top Executive do Aeroporto de Lisboa.
A Exposição, que decorrerá de 10 a 16 de Março, dará destaque às gaitas-de-fole portuguesas, com exemplares autênticos expostos no local e abordará a diversidade do instrumento em todo o mundo, bem como os seus segredos técnicos, a sua história e os testemunhos antigos que percorrem a cultura portuguesa e universal do instrumento, na música, iconografia e tradições regionais.
A Exposição dará ainda a conhecer uma parte do trabalho da Associação Gaita de Foles na  investigação, ensino, recuperação e divulgação deste instrumento.






O Centro Sons da Terra não vai fechar
Graças a um plano de apoio editorial levado a cabo pela Câmara Municipal de Miranda do Douro, o Centro Sons da Terra, em Sendim, vai poder continuar de portas abertas.
A hipótese de encerramento do Centro surgiu quando se deu a anulação dos resultados do concurso de apoio a projectos pontuais do Ministério da Cultura - Instituto das Artes, depois de assinado o respectivo protocolo financeiro e de cumprido o plano editorial proposto, com a consequente acumulação de dívidas a fornecedores e prestadores de serviços no montante de € 10.000,00. Nesta altura, os resultados do concurso de apoio a projectos pontuais ainda não são conhecidos e desconhece-se se a verba será atribuída, todavia, o Centro pode prosseguir, por agora, a sua actividade normal.
A notícia do seu possível encerramento
, datada de 14 de Janeiro, gerou uma onda de solidariedade, expressa por várias instituições e pessoas dedicadas à música e cultura tradicional, que teve a sua expressão mais vísível na petição on-line lançada recentemente - que alcançou até esta data 945 assinaturas e inúmeras mensagens de apoio. Estas terão sido decisivas na sensibilização das instituições locais que acabaram por apoiar o Centro, o que para alguns parece provar que os movimentos cívicos podem, de facto, mudar o panorama difícil da música portuguesa.
Comunicado do Centro Sons da Terra


O Povo Canta... de Novo
O produtor Ivan Dias e Manuel Rocha, da Brigada Victor Jara, realizaram uma série documental sobre a música popular portuguesa, intitulada «Povo Que Canta», que reconstitui, com sons e imagens de hoje, a célebre série realizada nos anos 70 por Michel Giacometti e Alfredo Tropa. 
O primeiro dos 13 episódios será emitido na RTP 1, no dia 6 de Março (11h). Paralelamente, será editado um CD com o mesmo nome que reúne «cantigas e ambientes sonoros, seleccionados sem preocupação de representatividade regional». Mais sobre Michel Giacometti
(fonte: jornal "Expresso")

I Concurso de Jovens Gaiteiros da Terra de Miranda
Henrique Fernandes (do grupo Lenga-Lenga: Gaiteiros de Sendim) e o Centro de Música Tradicional Sons da Terra, vão organizar no dia 26 de Março de 2005 o I Concurso de Jovens Gaiteiros da Terra de Miranda, integrado na I Feira dos Sabores e dos Saberes Sendineses, Que decorre em Sendim entre 25 e 27 de Março de 2005.
Este concurso tem como objectivo principal possibilitar e potenciar o convívio entre os jovens gaiteiros dos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso, estimulando e premiando as respectivas capacidades interpretativas, bem como procurar sensibilizar o público para as diferentes formas de tocar em cada terra.
Podem participar todos os gaiteiros dos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso, com idade não superior a dezasseis anos, utilizando gaitas-de-fole transmontanas, alistanas, sanabresas, galegas ou asturianas. Cada concorrente terá de interpretar dois temas à sua escolha, sem recurso a qualquer acompanhamento instrumental, não podendo a execução de cada tema exceder a duração de três minutos. 
Inscrições, condições e informações completas

MU em Lisboa!
É já na próxima 6ª feira, 4 de Março, que esta banda originária do Porto visita Lisboa pela primeira vez, no Mercado da Ribeira, a partir das 22:00 horas. O Mercado da Ribeira tem acolhido regularmente bailes muito concorridos de música e dança de raiz tradicional europeia, por onde já passaram formações como os Les Aminches (França), Dobranotch (Rússia), Naragonia (Bélgica), Mescla (Itália), Uxu Kalhus (Portugal). Os MU juntam-se para dar vida a instrumentos e ritmos de várias latitudes, onde os sons se fundem numa linguagem universal.
Músicos oriundos de várias formações musicais recorrem aos sons do mundo utilizando instrumentos tradicionais como o didgeridoo, a tabla, o violino, o acordeão entre outros. Desde de que nasceram, os MU já participaram em vários festivais de projecção nacional como o Andanças, o Trebilhadouro, o Festival Etnias e recentemente foram seleccionados para a final do concurso Arribas Folk (Sendim, Terras de Miranda) onde alcançaram o primeiro lugar.
Os MU são: Osga - didgeridoo, percurssões, máquina de escrever, flauta; Nuno - tabla, percussões; Diana - violino, voz, dança; Sophie - acordeão, voz, dança; Amy - viola de arco, voz e Sara – contrabaixo. Mais sobre os MU em www.mu.com.sapo.pt


Ti Chico Gato - Lançamento de CD!

No próximo dia 26 de Fevereiro de 2005, pelas 17h00, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Ribeira de Frades, Coimbra, vai ser apresentado um CD com gravações do gaiteiro Eduardo Carvalho - o popular "Ti Chico Gato", - integrado na colecção da editora Sons da Terra.
Leia aqui o artigo completo sobre a vida de um Gaiteiro que foi gravado por Michel Giacometti e que chamou a atenção de muitos outros investigadores e apaixonados pela aventura histórica da música popular portuguesa e fique a saber um pouco mais sobre as gaitas-de-fole do nosso país...

Baile no centro galego de Lisboa
O grupo Anaquiños da Terra, do Centro Galego de Lisboa (gaitas, pandeiretas, pandeiros, tamboris) organizará no próximo dia 26 de Fevereiro, a partir das 21:00 horas, um baile, onde as gaitas-de-fole serão as principais protagonistas.
Para além dos Anaquiños, os músicos convidados trarão não só gaitas galegas, mas também transmontanas, entre outras. O repertório será de muinheiras e jotas galegas, passeados transmontanos, scottish, valsas, circulos, polcas, pasodobles, jigs, andros, entre outras. O centro galego de Lisboa está situado na rua Júlio de Andrade, nº3; a entrada custa 2,5 euros.


Luar na Lubre um pouco mais...portugueses
Depois da saída da cantora Rosa Cedrón do grupo de música "folk" Luar na Lubre, o grupo galego originário da Corunha dá as boas-vindas à sua nova voz, por sinal, portuguesa: Sara Vidal. Esta notícia não é propriamente uma surpresa, visto que a jovem cantora de 25 anos já colaborava habitualmente com o grupo galego, inclusivamente em espectáculos ao vivo que decorreram no ano passado. Os Luar na Lubre têm um percurso, iniciado em 1986, onde já são habituais as colaborações com artistas de outras origens, como Erick Riggler, Pablo Milanês, Donal Lunny ou Mike Oldfield e a sua sonoridade, apesar de partir de raízes da música tradicional galega, é fortemente influenciada pela música "folk" de origem britânica.
A notícia tem sido acolhida com regozijo pelos fãs portugueses do grupo e sobretudo, por alguns sectores das sociedades galega e portuguesa, que vêem nesta notícia mais uma oportunidade para estreitar os laços comuns musicais, históricos e linguísticos entre a Galiza e Portugal.

Pepe Vaamonde: Novidades em Abril
Pepe vaamonde, um dos mais prestigiados gaiteiros galegos, lançou agora o site do seu grupo, (www.pvgrupo.com) que está prestes a lançar um CD em Abril e que conta com convidados de peso, como o gaiteiro escocês Fred Morrison (Capercaillie), John Joe Kelly (Flook), John McSherry (Lunasa) e Xavier Cedrón (Luar Na Lubre) e com as vozes convidadas de María Vidal e Xurxo Fernández.


Galandum: Modas i Anzonas em Bragança
Os Galandum Galundaina lançaram recentemente o seu novo disco, "Modas i Anzonas" e o concerto de apresentação decorrerá no no recém inaugurado Teatro Muncipal de Bragança, dia 12 de Fevereiro (sábado) pelas 21h30.
O concerto terá a participação de vários convidados do grupo Galandum Galundaina, que ao longo de quase dez anos de existência, têm colaborado nas suas criações: Paco Díez, o conhecido investigador e músico de Valladolid (Espanha), conhecedor da música tradicional Ibérica e sefardita; Malcom McMilan, que domina como poucos a gaita de fole Escocesa (Great Highland Bagpipe), e que se dedica recentemente ao estudo e interpretação do repertório tradicional Mirandês, entre outros.
Neste concerto participa também o Grupo de Pauliteiros que tem acompanhado os Galandum nos concertos em Portugal e no estrangeiro. Deste grupo, fazem parte alguns dos melhores dançadores dos paus das Terras de Miranda. Para as danças mistas, foram convidados pares do grupo de Duas Igrejas que em tempos, correu o mundo sob a orientação do Padre António Mourinho. Mais informação sobre o grupo e o disco em  www.galandum.co.pt

De Gaitas e Charangas: Conferência em Pontevedra
No próximo dia
16 de Fevereiro, Quarta-feira, o antropólogo
argentino Norberto Pablo Cirio levará a cabo uma conferência na Sala Sargadelos de Pontevedra (Galiza) com o título "De Gaitas e Charangas na Argentina. A visão de um emigrante", a partir das 20:30 horas (hora espanhola). Norberto Pablo Círio dedica-se há muitos anos ao estudo dos fenómenos identitários e musicais da comunidade galega na Argentina (cuja emigração nesse país é bastante numerosa) e possui uma das visões mais completas e interessantes desse fenómeno e dos seus resultados na cultura musical galega. [Correcção: Adiada para dia 16 de Fevereiro, Quarta-feira,  às 20:30h]


Intercéltico do Porto
Já é conhecido o figurino deste ano do Festival Intercéltico do Porto, um dos mais prestigiados festivais de músicas folk do nosso país e que este ano atinge a 15ª edição, prosseguindo com a passagem por várias localidades: Praia da Vitória, Porto, Lisboa, Arcos de Valdevez e Montemor-o-Novo.
No cartaz estão grupos como Ronda da Madrugada (Açores), Roldana Folk (Portugal), Xarabanda (Madeira), Susana Seivane (Galiza), Quadrilha (Portugal), Galandum Galundaina (Portugal), North Cregg (Irlanda), Danú (Irlanda), Luar na Lubre (Galiza). Com presença portuguesa reforçada, este festival acontece entre os dias 1 e 9 de Abril de 2005.
Arranca dia 1 precisamente na Praia da Vitória com os Ronda da Madrugada e Roldana Folk e continua no dia seguinte com os Xarabanda e Susana Seivane. 
No Porto, cidade berço do Festival, passarão grupos como os Quadrilha e Susana Seivane no dia 7, Galandum Galundaina e North Cregg no dia 8, e a fechar no dia 9 actuam os Xarabanda e os Danú. 
Lisboa recebe nos mesmos dias 7 e 8, respectivamente os Danú e Luar na Lubre; enquanto Arcos de Valdevez recebe os Quadrilha e North Cregg nos dias 8 e 9 de Abril. 
Montemor-o-novo tem o mesmo programa de Lisboa, só que nos dias 8 e 9, contando então com os Danú e Luar na Lubre. (fonte: attambur.com)

Sons da Terra em perigo?
A petição on-line relançada no dia 25 já reuniu 600 assinaturas, entre as quais se destacam os nomes de investigadores e músicos nacionais e internacionais e diversas mensagens de apoio...


Mandrágora em Matosinhos
Os Mandrágora vão dar o seu primeiro concerto do ano de 2005, no dia 3 de Fevereiro, nas "Quintas-feiras alternativas" do B-Flat, em Matosinhos, pelas 22 horas. Os Mandrágora iniciaram o seu percurso em 1999, e editaram recentemente um disco, intitulado "Mandrágora". Os Mandrágora são: Ricardo Lopes (flauta tenor, percussões); Filipa Santos (flautas, gaita-de-fole, percussões); Pedro Viana (Guitarra clássica, 12 cordas e baixo eléctrico); Luís Martinho (Guitarra clássica, 12 cordas e baixo eléctrico) e Sérgio Calisto (Violoncelo, Moraharpa e guitarra folk de 12 cordas).

Concurso - "Convívio de Gaiteiros"
A Associação Cultural Tirsense, em Santo Tirso, organizará brevemente um Convívio de Gaiteiros; por ocasião desse evento, foi lançado um concurso para criar uma mascote desse acontecimento.
A única condição inicial é que a mascote contenha uma gaita-de-fole. Os vencedores do concurso ganham uma estadia completamente paga no Convívio de Gaiteiros.
O formato das propostas pode ser em papel ou digital.
O formato digital (em Jpeg ou CDR) pode ser enviado por correio electrónico para [email protected]
As propostas em papel deverão ser endereçadas para Associação Cultural Tirsense, Rua Do Tapado, s/n 4780 – 555 Santo Tirso.
A data limite para entrega das propostas é a de 28 de Fevereiro de 2005.

AGGC & Avalon Ensemble
Alexandre Gabriel & Gonçalo do Carmo & os Avalon Ensemble abrem a sua temporada de concertos de 2005, com actuações em Cascais e Belém: no dia 25 de Fevereiro, às 21h30, no Auditório Municipal de Cascais; dia 10 de Abril, às 11h, no Mosteiro dos Jerónimos (Sala do Capítulo) e no dia 20 de Maio, às 19h, no Centro Cultural de Belém (Espaço 7 às 9). Todos os concertos são de entrada livre.
Alexandre Gabriel & Gonçalo do Carmo são: Alexandre Gabriel (Harpa) e Gonçalo do Carmo (Small Pipe e Flautas). Os Avalon Ensemble são: Marie Beatriz Lúcio (Voz); Denys Stetsenko (Violino); Rita Ramos (Violoncelo); Marco Ferreira (Contrabaixo) e Sofia Borges (Percussão).


Sons da Terra: Petição on-line

A petição on-line colocada no dia 19 de Janeiro de 2005 desapareceu, por motivos alheios à nossa vontade e não se conhecem as causas de tal sucedido. Motivo pela qual reeditamos a petição num novo endereço, esperando reunir de novo as assinaturas que tinham sido colocadas na petição anterior, que em menos de 4 dias chegaram a ser perto de 400. Entre assinaturas e comentários do público estavam também músicos, organizações e investigadores dedicados ao universo da cultura popular e música tradicional, numa mobilização surpreendente.
Esi o novo endereço: http://www.petitiononline.com/csdt/petition.html


Ajudar os Sons da Terra

Ainda a propósito da notícia da cessação dos apoios governamentais ao Centro de Música Tradicional Sons da Terra, em Sendim (notícia datada de 14 de Janeiro), surge agora a hipótese de ajudar este Centro a permanecer activo, graças a uma campanha de sensibilização junto das entidades que podem mudar a actual situação, ajudando-as a compreender a importância do Centro e as consequências do seu fecho.
Uma petição on-line foi aberta para todos aqueles que desejarem assinar e manifestar a sua opinião sobre a actual situação, em http://www.petitiononline.com/csdt/petition.html
Também é possível escrever um e-mail de sensibilização, para os seguintes endereços:

Câmara Municipal de Miranda do Douro
Presidente Manuel Rodrigo Martins
[email protected]

Instituto das Artes
Paulo Cunha e Silva
[email protected]

Delegação Regional da Cultura do Norte
José Fortunato Costa Leite
[email protected]

Mirai Qu'Alforjas
Telmo Ramos
[email protected]


O fim do Centro Sons da Terra?

Segundo notícias recentemente veículadas pelo jornal regional Semanário 
Transmontano, o Centro Música de Tradicional Sons da Terra, em Sendim (Miranda do Douro) corre o risco de fechar as portas, devido à cessação de apoios por parte do governo. O Centro de Música de Tradicional Sons da Terra tem sido responsável em Miranda do Douro, pelo desenvolver de actividades ligadas à música tradicional Mirandesa, que incluem palestras, cursos de instrumentos mirandeses e possui ainda uma biblioteca dedicada aos temas da música tradicional mirandesa e internacional.
O seu fundador, Mário Correia, é um dos "históricos" da música tradicional e "Folk" em Portugal. Colaborou com a MC - Mundo da Canção, fundou o Festival Intercéltico de Sendim e a Editora Sons da Terra (que tem publicado uma colecção discográfica dedicada aos gaiteiros portugueses contemporâneos, de valor documental inestimável) para além de ter colaborado na organização das primeiras edições do Festival Intercéltico do Porto, organizado pela MC. A notícia do eventual fecho do Centro Sons da Terra em Sendim tem sido recebida com choque e surpresa, por representar o fim de uma instituição que é de alto valor para o reconhecimento da cultura transmontana e sobretudo porque era um espaço orientado sobretudo para a população mais jovem, que agora se poderá ver privada dele.


Academia de Ançã: Cursos de Música Tradicional
A Academia de Música de Ançã reabre as portas para novos cursos de música tradicional (e não só), para o ano de 2005.
Este projecto ambicioso e inovador pretende trazer a possibilidade de aprendizagem e aperfeiçoamento musical de diversos instrumentos: Gaita-de-fole, concertina, viola braguesa, cavaquinho, violino, piano, percussões e muito mais, estão incluídos nos cursos de Jazz, Música Tradicional ou nos Cursos Livres da Academia, que conta com a presença de grandes nomes da música portuguesa, como Amadeu Magalhães (Realejo e Quadrilha), Aurélio Malva (Brigada Victor Jara), Dulce Cruz (GEFAC), Miguel Calhais (Cantautores), Filipa Silva (Belle Chase Hotel), entre outros, que fazem parte de um largo corpo de professores experientes e com formação académica.
Os cursos, para além de oferecerem uma diversidade de instrumentos diferentes (à escolha dos alunos) trazem também a possibilidade de convívio directo com outros músicos e instrumentos de outros universos, privilegiando a fusão de experiências e sonoridades e a criatividade musical.
Podem consultar-se todas as informações e fazer a pré-inscrição on-line, directamente no site




Faleceu no dia 31 de Dezembro o notável gaiteiro sanabrês Julio Prada, um dos últimos gaiteiros mais expressivos da tradição musical das regiões espanholas de Sanabria e Zamora (fronteiriças com Trás-os-Montes). Julio Prada sofria de Alzheimer há já algum tempo e a notícia da sua morte gerou uma comoção muito grande, não só em toda a comunidade de músicos da região, mas também na comunidade de músicos de Portugal, Espanha e mesmo de outros países. 
Julio Prada, natural de Ungilde, era um gaiteiro carismático e reconhecido internacionalmente pelo conhecimento que detinha do extenso repertório de músicas tradicionais e sobretudo, pela espontaneidade e pela criatividade das suas composições, sempre inspiradas nas músicas tradicionais de Castela-Leão e que chegaram a ser tocadas por Sakamoto, Bagad Kemper, Radio Tarifa e La Musgaña.
O seu estilo recordava o dos velhos gaiteiros transmontanos, que partilham tradições musicais muito semelhantes; a força da música de um gaiteiro humilde, oriundo de um meio rural, foi capaz de passar fronteiras e correr mundo. Publicamos um artigo especial, editado pelo jornal El País, que ilustra bem a importância de um gaiteiro "humilde"; leia ainda Alberto Jambrina Leal, reconhecido músico e investigador espanhol, que escreve sobre a importância de Julio Prada no contexto das tradições musicais de Zamora. Ler artigo completo


Descoberta flauta de três buracos com mais de 30.000 anos de antiguidade, no sul da Alemanha
Arqueólogos alemães descobriram um dos instrumentos musicais mais antigos do mundo: uma flauta com cerca de 30.000 anos de antiguidade finamente talhada a partir do marfim das presas de um mamute.
Reconstítuida a partir de 31 fragmentos encontrados na caverna de Geißenklösterle, nas montanhas Swabian, no sul da Alemanha, não muito longe de Stuttgart, a flauta mede 18.7 centímetros e possui três buracos.
Leia o artigo completo e veja as fotografias!

Galandum Galundaina: novo disco "Modas i Anzonas"
"Modas i Anzonas", é o título do novo disco do grupo transmontano  Galandum Galundaina. Este disco será apresentado na quinta-feira, dia 13 de Janeiro pelas 16 horas, no auditório da Antena 1 no programa "Viva a Música", com realização de Armando Carvalheda, em directo de Miranda do Douro. 
O disco estará disponível ao público lá para o fim de Janeiro, entretanto já podem ser ouvidas algumas faixas no site dos Galandum em www.galandum.co.pt 
A emissão da Antena1 pode ser ouvida em directo no site www.rdp.pt

O Caminho da "Folk Music"
A Culturgest vai iniciar um ciclo de conferências intituladas "O Caminho da Folk Music", por Ruben de Carvalho, às quartas-feiras, de 12 de Janeiro a 9 de Fevereiro, às 18.30h, no Pequeno Auditório. A primeira conferência é já no dia 12 de Janeiro, com o tema "John e Alan Lomax, Charles e Ruth Seeger". Conheça o programa completo!

Monte Lunai no CCB
No dia 28 de Janeiro, o Espaço 7 às 9, no CCB recebe um concerto-baile com os Monte Lunai. Desde a sua formação original em 2002, os Monte Lunai têm procurado oferecer novas almas às melodias da música tradicional europeia diversa, bem como, especificamente, às danças de longa tradição popular dos bailes antigos.
Têm também percorrido o país em noites de baile e muita música, trazendo sempre consigo as danças conhecidas do público fiel, já numeroso, mas também outras danças menos habituais que são ensinadas e acompanhadas pela professora de dança Mercedes Prieto, com quem o grupo se faz sempre acompanhar. Os temas são acessíveis e simples de dançar e a música dos Monte Lunai envereda pelos “hanter’dros” da Bretanha, os “hassapikos” da Grécia, os ritmos Balcânicos da Ucrânia, as muinheiras da Galiza, entre valsas e jigs.

Milladoiro no Fantas Sound
Em 2005 o “Fantasporto – Festival internacional de Cinema do Porto” faz 25 anos e para celebrar este aniversário nada melhor do que invocar o fantástico mundo da música. Assim nasceu o “Fantas Sound”, um ciclo especial de concertos abrangendo diferentes estilos musicais: a folk e o rock, o jazz / blues e a pop, irão deixar uma marca de diversidade nesta 25ª edição do Fantasporto.
Inserindo-se num vasto programa de actividades paralelas, que irá envolver várias instituições da cidade o “ Fantas Sound” terá lugar, entre 25 de Fevereiro e 4 de Março, no Teatro Sá da Bandeira, com todos os concertos a terem inicio às 21h30.
A abrir o evento estarão os Milladoiro, a banda mais emblemática da música tradicional galega, que também comemoram este ano os 25 anos de carreira. Pioneiros na conjugação dos diversos instrumentos tradicionais muito cedo definiram um estilo único. O seu disco de estreia – “A Galicia de Maeloc” (1979), foi o primeiro trabalho discográfico galego a ser editado no mercado francês. Resultou de um intenso trabalho de pesquisa e do contacto directo com os velhos gaiteiros, guardiães das tradições musicais galegas, já que Xosé Ferreiros, Nando Casal e Ramón Garcia que por essa altura formavam o grupo “ Faíscas do Xiabre”, palmilharam a Galiza de lés a lés, dedicando toda a atenção ao vasto património musical da sua terra. Será no Teatro Sá da Bandeira, no dia 25 de Fevereiro, às 21:30h.


 

 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados